Deixe seu e-mail e saiba das novidades:

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

ENTREVISTA: Mônica Bezerra



Mônica Bezerra, musicista (cantora, violonista e compositora) e comunicadora (locutora e publicitária). Formou-se em canto popular no Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba, em Dezembro de 2007.

Mônica encantou-me ao mostrar um 'tantinho' de seu vasto talento na Twitcam, estava lendo vários tweets comentando, mas demorei pra enfim ser mais um 'viewer',
fiquei fascinado não somente com o talento mais com a pessoa simpática e desenvolta que é.

Resolvi então fazer uma entrevista com ela pra mostrar pros leitores um pouco mais da artista e por consequência o seu 'Conteúdo cultural'.


Cleyton: Mônica, começo com a pergunta: 'Por que música?'

Mônica: Por que descobri que eu tinha talento para esta arte, então resolvi desenvolve-lo a cada dia da minha vida. Na infância também notei aptidão para as artes visuais, mas esta era beeem menor que para a música. Além disso, a música sempre me emocionou. Quando eu era pequena, escutava “Yesterday”, “Hey Jude” dos Beatles e chorava muito. Me debulhava em lágrimas com outras canções infantis também.

Cleyton: Você tem sua individualidade musical, poderia me dizer como a formou e, em quais artistas (principais) você se inspirou nessa criação?

Mônica: Comecei a cantar há pouco mais de 12 anos, quando ouvia Marisa Monte (a mais notável das minhas influências), sempre gostei de algumas cantoras brasileiras como Elis Regina, Rita Lee, Daniela Mercury, Paula Toller, Baby Consuelo, Fernanda Takai (Pato Fu). Além de gostar muito de MPB (Milton Nascimento, o pessoal da Tropicália - Caetano, Gil, Gal e Bethania, e muitos outros), bossa nova (Tom Jobim – foi “O” cara), sou amante do rock. Na minha adolescência ouvi muito Aerosmith, No Doubt, Silverchair, Red Hot Chilli Peppers e muitas outras bandas... Curto muito o rock brasileiro: Legião Urbana, Paralamas,Titãs (Nando Reis, Arnaldo Antunes), Pato Fu (minha maior paixão na adolescência), Kid Abelha... Quando comecei a tocar violão e a compor busquei mais referências do rock no Brasil, encontrei Secos e Molhados, Mutantes (me apaixonei). Alanis Morissete, Beatles (meu amorzinho musical: Paul McCartney – A Rita Lee e a Fernanda Takai tbm são fãs dele) também são influencias fortes na minha vida. As mais recentes: Lenine (MPB) e KT Tunstall (Folk). Devo ter esquecido de algumas.



Cleyton: Vc se intitula na bio do twitter ''atriz amadora'', qual sua relação com essa profissão?

Mônica: Participei de um grupo de teatro amador de 2000 a 2004. Gostaria de voltar a estudar essa arte, tenho vontade mas não encontro tempo livre.E além disso, cada canção que canto é um texto diferente que tenho que interpretar.

Cleyton: Misturando as duas artes,... gostaria de fazer um musical? Se já fez, conte-nos sobre.

Adoraria fazer um musical SIM! Tenho muita vontade!!! Quero estudar teatro, preciso estudar e praticar expressão corporal (pouco desenvolvida por mim).

Cleyton: Com relação a dança, vc gosta de dançar? Pratica alguma?

Mônica: Não tenho intimidade ainda com dança. Me sinto tímida corporalmente. Estou aprendendo coreografias bem simples agora na banda Nega Fulô, pois a outra cantora (Thais Lopes) ama dançar e está me ensinando alguns passos. Quem sabe tem uma dançarina enrustida dentro de mim que eu ainda não encontrei. (risos)

Leia a entrevista na íntegra clicando no link abaixo:



Fico muito grato pela entrevista, lhe desejo sucesso e espero assistir algum show seu pelo Rio e, com certeza ser sempre mais um 'viewer' na TwitCam. Cleyton Brayt


Continue lendo >>

E o povo todo viu!

  ©Conteúdo Cultural - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo