Deixe seu e-mail e saiba das novidades:

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Mostra Internacional de Teatro - MIT 2009



MIT 2009
Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

Teatro I

Em sua quinta edição, a parceria entre o CCBB e o Festival Internacional de Londrina (Filo) leva ao Teatro I do CCBB espetáculos de quatro países: Argentina, Espanha, Itália e Rússia. Quem abre a mostra, em sessões de sexta (5) a domingo (7), é o renomado Teatr Licedei, de são Petersburgo. Com trabalho calçado na arte dos clowns*, o grupo russo fundado em 1968 por Slava Polunin exibe no Rio Semianyki, sua mais nova criação coletiva. Trata-se de uma tragicomédia para todas as idades, composta de esquetes, que põe em cena fragmentos de uma família amalucada. Depois de Semianyki serão apresentados até o fim de junho, La Omisión de La Familia Coleman, da argentina Timbre 4; Crónica de José Agarrotado, do grupo espanhol loscorderos s.c.; e Pépé e Stela, do Teatro Gioco Vita, da Itália.



*Clown

A palavra clown (pronuncia-se “cláun”) apareceu no século XVI. Este vocábulo remete-nos a colonuns e clod, significando um fazendeiro ou rústico, torpe e, de qualquer maneira, o clown foi sempre campesino (TOWSEN, 1976). Outra origem é na língua celta, designando originalmente um fazendeiro, um campônio, visto pelas pessoas da cidade como um indivíduo desajeitado e engraçado, indicando, num outro momento, aquele que, com artificiosa torpeza, faz o público rir.

Clown se traduz por palhaço, mas as duas palavras têm origens diferentes. Palhaço vem do italiano e se relaciona, geralmente, à feira e à praça; já o clown refere-se ao palco e ao circo. Mas, na linguagem do espetáculo, as duas palavras confluem em essências cômicas.

Os grandes clowns tradicionais do cinema tais como Mazzaropi, Chaplin, Keaton, Tati, Langdon, The Marx Brothers, Harold Lloyd, Jerry Lewis, Martin and Lewis, Woody Allen, Laurel and Hardy, Abbott and Costello e Andy Kaufman, entre outros maravilhosos nos foram apresentados em algum momento de nossas vidas.


Serviço: Centro Cultural Banco do Brasil - Teatro I
(148 lugares)
Rua Primeiro de Março,66, Centro. tel.: 38082020
(Sexta a domingo, 19:30)
R$10,00 Bilheteria a partir das 10 hs (sex. a dom.)
Até dia 28. Estréia em 05/06/09 (sexta-feira)

★★★★★★★

"E você pode pensar que a vida é uma grande ilusão
Mas se você for sincero será deixado para trás
E vai seguir sendo odiado nesse mundo lúdico e colorido
Onde um sorriso falso brilha mais que uma lâmpada incandescente
E se desfaz na velocidade da luz
Não banque o palhaço!
Não seja enganado!
"

(Trecho de uma poesia de um autor que prefere ser identificado como: Autor Desconhecido)

CONFIRA NA ÍNTEGRA CLICANDO AQUI.



Fonte: Revista Veja Rio
Ano 42 Nº 22


2 Comentários:

Tiago Ferreira disse...

"Clown" um exercício fantástico, e que todos aqueles que fazem Teatro, ou estão fazendo, deveriam ter um pouco essa experiêcia única! E quanto a "Mostra de Teatro Internacional" vale a pena assistir uma das peças! :)

Francisco Amado disse...

Seu link já esta no ar.
Deixe um comentário no blog
Abraços.

E o povo todo viu!

  ©Conteúdo Cultural - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo